MicroStrategy compra mais US$ 10 milhões em bitcoin e lucro já passa de 100%

Com o aporte anunciado nesta terça, empresa passa de 71 mil bitcoins e investimento de US$ 1,145 bilhão na criptomoeda já vale mais do que dobro


Fonte: Exame

(SOPA Images/Getty Images)



A empresa de softwares de business intelligente (BI) MicroStrategy continua firme em sua estratégia de investimento em bitcoin. Nesta terça-feira, 2, a companhia fez novo aporte na criptomoeda, de 10 milhões de dólares, segundo documento registrado junto à SEC, o órgão regulador para valores mobiliários nos EUA.


Com a compra mais recente, de 295 bitcoins, a 33.898 dólares cada, faz com que a MicroStartegy chegue a impressionantes 71.079 bitcoins, comprados a um valor total aproximado de 1,145 bilhão de dólares — hoje, os ativos equivalem a quase 2,5 bilhões de dólares.


O movimento sugere que a MicroStrategy se aproveitou da queda no preço do ativo após a alta de cerca de 20% motivada, segundo analistas, pelas manifestações do CEO da Tesla, Elon Musk, e do lendário investidor de Wall Street, Ray Dalio, ambas em tom favorável à criptomoeda.


Na primeira reunião de resultados da empresa em 2021, na semana passada, o CEO da MicroStrategy, Michael Saylor, afirmou que a empresa vai continuar a “gerenciar ativamente o seu balanço” e “adquirir progressivamente mais bitcoin” por preços que “provavelmente vão continuar subindo”.


“Continuamos planejando manter nosso bitcoin e investir fluxos de caixa excedentes adicionais em bitcoin. Além disso, exploraremos várias abordagens para adquirir bitcoins adicionais como parte de nossa estratégia corporativa”, disse o executivo, completando que a estratégia de usar o bitcoin como principal reserva financeira colocou a MicroStrategy em posição de liderança e gerou interesse pela companhia.


Nesta terça, o bitcoin chegou a subir 5%, buscando a faixa de 36 mil dólares, mas não conseguiu sustentar o valor e é negociado no momento a 34.800 dólares no mercado internacional e 188.500 reais nas exchanges brasileiras.


Fonte: Exame

4 visualizações0 comentário