Minério de ferro sobe na China após mínima de 8 meses dos estoques

Terminal de minério de ferro no porto de Dalian, na China


Fonte: Forbes


Os contratos futuros do minério de ferro negociados na Ásia avançaram hoje (28), apoiados por um firme declínio nos estoques da matéria-prima siderúrgica nos portos da China, maior produtora de aço do mundo.


O contrato mais negociado do minério de ferro na bolsa de commodities de Dalian, para setembro, fechou em alta de 2,1%, a 1.196 iuanes (US$ 185,31) por tonelada, engatando uma quarta sessão consecutiva de ganhos. Mais cedo, chegou a atingir a marca de 1.209,50 iuanes, maior nível desde 21 de junho.


Na bolsa de Cingapura, o contrato mais ativo do minério de ferro, para julho, avançou 0,8%, a US$ 213,35 a tonelada.


Os estoques de minério de ferro importado nos portos da China recuaram pela quarta semana seguida, atingindo 123,95 milhões de toneladas na última sexta-feira (25), menor patamar desde o início de outubro, de acordo com dados da consultoria SteelHome.


Embora as compras de minério de ferro pelas usinas siderúrgicas chinesas tenham desacelerado devido às atividades mais fracas de construção e manufatura em termos sazonais, o declínio dos estoques nos portos fez com que as preocupações persistentes com uma oferta aumentassem.


“Os embarques semanais de minério de ferro da Austrália foram decepcionantes até junho, criando uma relação global de oferta e demanda mais apertada –para não mencionar a série de incidentes no Brasil”, disse Atilla Widnell, diretor-gerente da Navigate Commodities em Cingapura .


Os preços “spot” do minério de ferro na China permaneceram acima dos US$ 200 por toneladas pelas últimas quatro semanas, apesar de esforços de autoridades do país asiático para esfriar o que considera ser um mercado superaquecido. (Com Reuters)


Fonte: Forbes

1 visualização0 comentário